A História do Go

– A origem do Go

Acredita-se que o Go teve sua origem na China, há quatro ou cinco mil anos passados, quando a civilização chinesa começou a florescer ao longo do vale do Rio Amarelo.

Desde os tempos remotos a filosofia chinesa das duas forças cósmicas, todas as coisas no Universo podem ser consideradas como compostas de duas forças contrárias, positivas e negativas, que estão sempre em atividade nas relações entre homem e mulher, luz e escuridão, bem e mal, vida e morte e assim por diante. Deste ponto de vista, pode-se fàcilmente imaginar que o tabuleiro de Go representa o Universo, enquanto que as pedras brancas e pretas representam as forças positiva e negativa.

O Go outrora foi usado amplamente nos círculos políticos e muitas vezes considerado como uma miniatura de um campo de batalha. Na época das guerras civis, tanto no Japão como na China, o Go tornou-se muito popular entre os guerreiros, principalmente devido aos seus elementos que conduziam a um método excessivamente conveniente para a investigação da tática militar: por exemplo, o tabuleiro podia ser considerado como um mapa do campo de batalha e as pedras brancas e pretas como soldados arrumados para as operações de guerra.

Go e os Seres Humanos

– Go e a Arte

Go é muitas vezes chamado a “arte da harmonia”. Se ambos os jogadores, com grande habilidade, jogarem o melhor possível até o fim do jogo , o tabuleiro ficará coberto com pedras pretas e brancas em perfeita harmonia. Tal jogo é comparável à um excelente trabalho de arte, além do resultado de vitória ou derrota.

Na realidade, é quase impossível para qualquer jogador de Go jogar perfeitamente bem do princípio ao fim. Pode-se mesmo dizer que um jogo de Go jogado com verdadeiro cuidado e atenção reúne força humana para o mais alto ideal.

– Go e a Luta

Go é uma luta pela vitória sobre o adversário, porém, em última análise, significa uma luta contra “si” mesmo. Um campeão dos velhos tempos deu um conselho útil, como sendo o 1º artigo dos 10 Mandamentos dos Jogadores de Go, que se deve abrir mão do desejo egoísta da vitória. Se está excessivamente ávido para conquistar uma vitória decisiva, sem a devida consideração da própria habilidade, pode-se muitas vezes se contar com uma triste derrota final.
– Go e Individualidade

Go considera vários maravilhosos aspectos e fases da natureza humana, tais como arriscado ou cauteloso, otimista ou pessimista, romântico ou realista. Acontece muitas vezes que muitos temperamentos complicados ou difíceis e índoles delicados se revelam no decorrer de um jogo. Na verdade o tabuleiro é um espelho da natureza humana.

A maioria das pessoas não se conhece suficientemente em detalhes, mas muitas vezes conseguimos descobrir aspectos desconhecidos da nossa própria natureza, quando estamos jogando. Por exemplo, podemos observar que muitas vezes somos por demais ávaros, perdendo-se por isso um jogo, mas tem-se, por isso uma ocasião para melhorar nossos hábitos na vida quotidiana. Existe uma boa razão para acreditar que Go tem potencial de educação muito alto, porque não somente contribue grandemente para o treinamento do raciocínio como também cultiva uma compreensão mais clara do íntimo da natureza humana.

DISPUTA DE TERRITÓRIO

O Go é um jogo de disputa ou conquista de território.

É preciso que você imagine o tabuleiro como se fosse um vasto território virgem, no qual chegam dois pioneiros e começam a cercar tanto território quanto possível para seu próprio e respectivo domínio.

Se você fosse um dos pioneiros, naturalmente trataria de garantir a parte do território onde as condições fossem melhores. Você colocaria suas estacas com intervalos, para marcar sua possessão.

Apesar de ser o primeiro passo marcar as melhores partes do território desta maneira, a prática se desenvolverá com tanta facilidade? Pense no pioneiro, seu rival, que está no mesmo território e tem a mesma intenção.

O melhor pedaço de terra é o que todos querem. O que acontecerá se o adversário decide ignorar sua pretensão e invade seu território?

Facilmente podemos imaginar que não é exagero confirmar que o jogo de Go é um contínuo esforço. Há confrontações preliminares e gestos de ameaça que podem chegar a se transformar em uma luta aberta de vida e morte. O processo de luta representa a parte central do jogo.

Pode-se dizer que as pretensões territoriais só ficam determinadas depois da marcação final. O território de cada adversário deve ficar completamente cercado, para não permitir invasões por parte do inimigo. O processo de completar os limites constituem o final do jogo.

O jogo termina quando todas as disputas e pretensões sobre território estejam finalmente determinadas entre os jogadores. O jogador que tem mais território é o vencedor.
COMPORTAMENTO

Go é um jogo cavalheiresco, portanto é cortes evitar ao oponente momentos desagradáveis.

Por outro lado, deve-se tornar tão apaixonado com o jogo, ao ponto de se esquecer até a presença do adversário.

Neste sentido, é preciso observar com toda a atenção possível os seguintes pontos de cortesia.

Voltando atrás numa jogada

Em todo jogo sempre acontece que um dos parceiros, de repente, realiza que fez um jogo errado e então tenta voltar atrás e jogar noutro lugar. Isso é, naturalmente, contrário ao conceito de um “jogo honesto”, além de ser um péssimo hábito.

Tempo

Não demore demais entre cada jogada. O adversário ficará chateado. Lembre-se de que uma partida amistosa de Go demora em geral uma hora.
Desistência

Se você realizar, durante o correr do jogo, que a sua derrota é inevitável, é possível desistir do jogo sem esperar o fim. Insistir em seguir jogando uma partida, quando você sabe de antemão que a situação é desesperadora, é pedir demais do seu parceiro. O jogo perde o interesse e se torna uma perda de tempo.
Saudações

É um costume antes e depois do jogo cumprimentar seu parceiro, curvando-se ligeiramente, como um sinal de respeito por ele.

# Os trechos acima fazem parte dos livros “Go, o Jogo mais Fascinante do Mundo – Introdução – Vol. 1” e “Go, o Jogo mais Fascinante do Mundo – Técnicas Básicas – Vol. 2”, publicados pela Nihon-Kiin

O Go é muito desenvolvido na Ásia, Europa e Estados Unidos, tendo praticantes como os executivos John Reed (Citibank), Bill Gates (Microsoft), Yasuhiro Miura (Japan Airlines) e outros como John Nash / Premio Nobel de Matemática, mostrado no filme “Uma Mente Brilhante – A Beautiful Mind”, ganhador do Oscar 2001, interpretado por Russel Crowe.

Calcula-se aproximadamente em 30 milhões o numero de jogadores amadores de Go, no mundo inteiro, dos quais, pelo menos, cerca de cento e cincoenta mil jogadores na Europa e Estados Unidos.

O desenho/mangá “Hikaru no Go” que conta a história de um garoto que mantém relações de amizade com o “fantasminha” antigo mestre de Go, mostra o mundo fascinante do Go que incentiva adultos e crianças na prática do jogo de Go.

#Os interessados em adquirir os DVD’s poderá encontrar nas lojas/galerias da rua Galvão Bueno no bairro da Liberdade/São Paulo(sp).

No Brasil o Go tem atraido inúmeros interessados em aprender a jogar Go, principalmente os não descendentes de orientais. Diversos locais estão disponibilizando espaço para jogar e aprender como na Universidade de São Paulo, Universidade Federal de São Carlos e Instituto Tecnológico da Aeronáutica/ITA de São José dos Campos.

ONDE JOGAR GO:

– São Paulo-Capital:

Nihon-Kiin do Brasil, Clube de Go Filial do Japão:

Rua Fabrício Vampré, 116 – Vila Mariana (Próximo à Estação do Metrô Ana Rosa) – São Paulo (sp)

F. (0xx11) 5571-2847

Aulas de Go com Professor Yoshitake

Yoshito Yoshitake: 3º Dan amador; joga Go desde a infância, e esteve presente na fundação da Nihon-Kiin do Brasil. Pioneiro na divulgação do Go no Brasil. Ajudou muitas pessoas a se interessarem pelo Go, entre eles Thiago Shimada e Bruno Borchat da Insei Brasil

# A Foto exibido no final desta página mostra as instalações do Clube de Go Nihon Kiin em São Paulo-Capital.

– Associação Brasileira de Shogui / Clube de Shogui e Go: Rua Galvão Bueno, 17 – 3º andar – Liberdade – São Paulo (sp) – próximo da Estação Liberdade de Metrô

– São Carlos (sp):

Universidade de São Paulo/São Carlos – Clube Sankaku no Go; contato com Éverson Batista da Silva – eversonyoshi@yahoo.com.br

FEDERAÇÕES E ASSOCIAÇÕES DE GO NO MUNDO:

www.nihonkiin.or.jp – Nihon Kiin do Japão
www.apgo.cjb.net -Associação Portuguesa de Go
www.weiqi.net – Associação de Weiqi da China
www.baduk.or.kr – Associação Coreana de Go
www.usgo.org – Fundação Americana no Go
www.britgo.org – Associação de Go Britânia
www.go-centre.nl – Associação de Go Europeu
www.european-go.org – Associação de Go Europa
www.go.org.ar – Associação de Go Argentina

Jogar “On Line” pela Internet:
No site www.gokgs.com da Kiseido Go Server, da Editora Kiseido do Japão, você poderá jogar On-Line com jogadores de diversos países, que conta inclusive com uma sala em português.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *